4º Cinefantasy – Festival Curta Fantástico

4º Festival de Cinema Fantástico

Começou hoje em São Paulo a quarta edição do Festival Curta Fantástico, agora conhecido como CineFantasy, que é hoje o principal evento no país dedicado aos curtas-metragens fantásticos, que abrange os são os filmes de horror, ficção-científica e fantasia. Nessa edição, o CineFantasy vem ainda maior, com 165 filmes, mais de 60 sessões, oficinas e workshops voltados para o gênero, palestras, debates com convidados, e lançamento de DVD, em 3 espaços da cidade.

Ao longo de 10 dias, de 06 a 15 de novembro, serão exibidos longas e curtas vindos de 12 países (Alemanha, Austrália, Nova Zelândia, Espanha, Holanda, Argentina, Chile, EUA, Canadá, Bélgica, Irlanda, Uruguai) e diversas regiões do Brasil. E o que mais nos anima é que a maior parte da programação é gratuita. As sessões e eventos gratuitos acontecerão no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo e na Biblioteca Viriato Corrêa. Já o o Cine Olido, que também fará parte do festival, terá sessões a preços populares, R$1,00, o que é quase de graça também.

Nem é preciso ressaltar a importância de um festival desses que traz uma cinematografia que dificilmente chega aqui, e quando chega é apenas na forma de blockbusters. O CineFantasy tem uma bela programação inclui filmes fantásticos premiados em festivais, traz novos filmes e algumas raridades. Mas também tem papel muito importante ao divulgar e promover o cinema nacional fantástico, tão pouco divulgado e incentivado em nosso país.

Segundo os produtores e idealizadores do Cine Fantasy, Eduardo Santana e Vivi Amaral, além de celebrar um gênero mágico, o Festival Curta Fantástico tem um objetivo que vai mais longe, o de fortalecer o cinema brasileiro, apoiando cineastas que buscam outras “caras”. “Oferecemos um local onde esses produtores possam apresentar seu trabalho ao público, pois acreditamos que só com a variedade, quantidade e qualidade das produções nacionais é que o cinema brasileiro vai ganhar corpo e ter capacidade de sustentar seus profissionais”, diz Eduardo.

Nesse ano a programação está dividida em mostra competitiva, mostra paralela e atividades de formação. Para essa edição 80 títulos, sendo 40 brasileiros e 40 estrangeiros, disputam a mostra competitiva, 12 categorias: Melhor Curta de Horror, Melhor Curta de Ficção Científica; Melhor Curta de Fantasia, Prêmio Estímulo Estudante (BRASIL), Prêmio Estímulo Amador (BRASIL), Melhor Curta pelo Júri Popular, Melhor Direção; Melhor Criatura, Melhor Maquiagem, Melhor Efeito, Melhor Trilha Sonora, Melhor Roteiro, além dos prêmios Estimulo Estudante e Amador para os concorrentes brasileiros.

Colin, de Marc Price

Destaques

Um dos grandes destaques nesse ano é um filme do diretor britânico Marc Price: Colin. O filme de zumbi ganhou atenção da mídia por ter custado apenas US$74, e mesmo assim ter qualidade para participar de festivais. O filme virou um fenômeno mundial. Além do filme, o festival convidou o diretor para uma palestra, que será realizada após a exibição do filme, na próxima sexta-feira 13 às 21h, na sala Luiz Sérgio Person da Biblioteca Viriato Corrêa. Dia mais do que apropriado devo dizer.

Outros destaques vêm através de filmes já premiados em festivais internacionais, e inéditos no Brasil. São eles: 8th Wonderland de Nicolas Alberny e Jean Mach, que ganhou 3 prêmios no Fantasia do Canadá como melhor filme internacional, prêmio do Júri e o 2º mais inovadorForbidden Door ganhador de melhor filme do festival PUCHON;  e o americano Ray Bradbury’s Chrysalis de Tony Baez Milan, baseado na história de Ray Bradbury, autor de Fahrenheit 451 (o filme ganhou como Melhor Sci-fi no Festival de Phoenix.

Há destaques também do Brasil, com o longa premiado no exterior Morgue Story, de Paulo Biscaia Filho; os clássicos de Fauzi Mansur Ritual Macabro e  Belas e Corrompidas; O Passageiro Obscuros, de Davi de Oliveira Pinheiro, e estrelado pelo diretor americano David Lynch.

O grande destaque do Brasil vem com o filme de abertura, o suspense interativo “A Gruta”, inédito em São Paulo.O “filme-jogo” estreou no Festival de Brasília em 2008 e foi convidado para exibição Hours Concours no Festival do Rio este ano. Há mais informações sobre o filme no post A Gruta abre o 4º CineFantasy.

Entre outros destaques, vem o belo e já clássico The Sandman, de Paul Berry, i ndicado ao Oscar de melhor curta de animação.

O festival ainda conta com a Sessão Mestro dos Gritos, em que o objetivo é arrepiar os cabelos do público e fazê-los gritar; Sessão Dark Little Tales, com belos curtas-metragens internacionais que trazem estética gótica/dark; Mostra não competitiva Inernacional de Curtas e Longas e Mostra nacional e homenagem ao diretor Fauzi Mansur.

Para mais informações e dicas aguarde os próximos posts, siga o Cinematógrafo no Twitter, e não deixe de conferir os endereços online do Festival de Curta Fantástico no orkut, Facebook, Twitter e no blog Cine Fantástico.

4º CineFantasy -  Festival de Cinema Fantástico

About Bibi