Deborah Kerr: 1921 – 2007

Deborah Kerr em O Rei e Eu

Faleceu no último dia 16 a atriz escocesa Deborah Kerr aos 86 anos. Kerr era uma mulher linda e excelente atriz acima de tudo. A atriz participou de dezenas de filmes e programas de televisão. Uma das grandes atrizes de Hollywood, Kerr fez seu debut em 1940 no filme Contraband, estrelado por Conrad Veidt, mas as cenas onde aparecia foram cortadas. Sua última atuação nas telas foi em The Assam Garden.

Ela protagonizou, juntamente com Burt Lancaster, uma das cenas mais marcantes da história do cinema: a cena do tórrido beijo na praia em A Um Passo da Eternidade.

Deborah Kerr foi seis vezes indicada ao Oscar como melhor atriz por suas atuações em Meu filho de George Cukor (1949), A um passo da eternidade de Fred Zinnemann (1953), o musical O Rei e Eu de Walter Lang (1956), O céu por testemunha de John Huston (1957), Vidas Separadas de Delbert Mann (1958), e Os peregrinos da esperança (1960), também dirigido por Fred Zinnemann. Acabou recebendo apenas um Oscar honorário mais tarde, em 1994, em reconhecimento a pela “perfeição, disciplina e elegância” de seu trabalho no cinema.

Ela também foi quatro vezes indicada ao BAFTA, seis vezes ao Laurel Awards, uma vez ao Emmy, quatro vezes ao Globo de Ouro, das quais ganhou uma por Vidas Separadas como melhor atriz dramática, e por três vezes recebeu o prêmio de melhor atriz pela associação de críticos de Nova York.

About Bibi