Dicas para a 33ª Mostra: 03/11

O Sol do Meio-Dia, de Eliane Caffé

Está aproveitando a 33ª Mostra Internacional de Cinema? Faltam apenas 3 dias para o final, e as mudanças na programação continuam. Recebi ontem no começo da noite o aviso de que o aguardado Lebanon (Lebanbon), de Samuel Maoz, não seria mais exibido na Mostra, uma vez que todas as sessões foram canceladas. Mas no site a programação continua a mesma. Na dúvida é bom checar, e é isso que eu vou fazer antes da primeira sessão.

Nas sessões especiais do festival hoje, além das sessões do Festival da Juventude, acontece hoje uma última sessão do CineMaterna às 14h no Espaço Unibanco 1, com a exibição de O Filho do Caçador De Águias (Die Stimme Des Adlers), de Renè Bo Hansen.

Ao meio-dia acontece mais uma sessão do ciclo Os Filmes da Minha Vida o no CineBombril. Hoje o convidado para falar dos filmes da vida é a diretora  Eliane Caffé, que também está na Mostra com o novo filme O Sol Do Meio-Dia, “que acompanha a viagem de um homem pelas profundezas do Brasil após o trágico desenlace de um crime passional“. O filme da diretora paulistana terá sua última exibição hoje às 17h20 no Unibanco Arteplex 1.

E falando no ciclo, hoje à noite, a partir das 19 horas, acontece na Central da Mostra o lançamento do  livro Os Filmes da Minha Vida. O livro é uma coletânea da primeira edição do ciclo de depoimentos de personalidades do mundo do cinema, que aconteceu na Mostra anterior.

I Love You Phillip Morris

Outra opção é aproveitar e ver a sessão gratuita de I Love You Phillip Morris às 20h na FAAP, seguida de debate com os diretores Glenn Ficarra e John Requa, e do ator Rodrigo Santoro. Mas para esse é bom chegar cedo, porque além da sessão ser gratuita, e dos alunos terem preferência no lugares da sala, o filme ainda teve bons comentários entre os que o viram.

Outra sessão gratuita acontecerá às 19h30 no Vão Livre do MASP, com a exibição de uma cópia restaurada de O Lamparina. O filme de 1964 foi produzido e estrelado por Amácio Mazzaropi. Pelo título já mostra o que virá: uma sátira ao rei do cangaço, Lampião.

Outro filme restaurado com sessão única nessa edição do festival é Caveira My Friend, de Álvaro Guimarães. O filme de 1970 é um dos clássicos do Cinema Marginal que se imagina perdido. A sessão será às 22h40 na sala 3 do Unibanco Arteplex.

Caveira My Friend

Hoje também é o dia de tentar pegar a última sessão de alguns bons filmes. Algumas sugestões são: o documentário de de Tatiana Issa e Raphael Alvarez premiado no Festival do Rio Dzi Croquettes; o curioso musical de François Ozon 8 Mulheres (8 Femmes); a nova fabulosa viagem de Terry Gilliam O Mundo Imaginário de Dr. Parnassus (The Imaginarium of Doctor Parnassus);  a bizarra, e muito divertida, animação A Town Called Panic (Panique Au Village), de Stéphane Aubier e Vincent Patar; o belo Seguindo em Frente (Aruitemo Aruitemo), de Hirokazu Kore-Eda; e A Religiosa Portuguesa, de Eugène Green.

Há dois que concorrem ao Troféu Bandeira Paulista que terão sua última exibição hoje na Mostra: o longa de fição UM Homem Qualquer, de Caio Vecchio, às 16h10 no Cine Bombril sala 1; e o documentário O Abraço Corporativo, de Ricardo Kauffman, às 15h20 no Unibanco Arteplex 2.

A sugestão da Revista Cinética, no Twitter, é aproveitar para ver alguns filmes nacionais, porque nunca se sabe quando, ou se, entrarão em cartaz. Algumas das sugestões deles são: Cabeça a Prêmio, de Marco Ricca; O Amor Segundo B. Schianberg, novo filme do Beto Brant; Antes que o Mundo Acabe, de Ana Luiza Azevedo; e Topografia de Um Desnudo, de Teresa Aguiar. Bons filmes!

About Bibi