Dicas para a 33ª Mostra: 30/10

Carmel, de Amos Gitai

Chegamos na 2ª semana da 33ª Mostra e alguns filmes novos entram na programação ainda hoje. Entre eles o vencedor do Festival do Rio Os Famosos e os Duendes da Morte, de Esmir Filho; Dente Canino, de Yorgos Lanthimos, que ganhou vários prêmios incluindo o Un Certain Regard do Festival de Cannes; os dois novos filmes de Amos Gitai Carmel e A Guerra dos Filhos da Luz Contra os Filhos das Trevas.

Falando em Gitai, o grande destaque do dia, seria a sessão dupla com seus dois últimos filmes, seguida de debate com o diretor, no Cine Bombril. Porém, um post no Twitter da Mostra avisou que o diretor não pode vir: Amos Gitai, lamentavelmente, precisou cancelar a sua viagem a São Paulo. Por recomendação médica. Mandou mensagem que será lida na sessão.

Ainda que sem Gitai, o dia está cheio de sessões seguidas de debates. Alguns desses debates contam com a presença do diretor, roteirista ou produtor, outros têm a presença de críticos, dando suas impressões sobre os filmes. Terão debates depois do filme as seguintes sessões: Plastic City – Cidade de Plástico, às 22h50 no Unibanco Arteplex 1; Os Famosos e os Duendes da Morte às 20h e Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo às 22h20, ambas no Unibanco Arteplex 2; Rock Brasileiro – História em Imagens, às 21h20 no Espaço Unibanco 3; Amanhecer Vermelho, às 20h50 no Reserva Cultural; e Luas-de-Mel às 21h no CineSesc.

Outro grande destaque do dia é com o encontro que acontecerá às 19h na FAAP: o crítico Jean-Michel Frodon, que já escreveu para o Le Monde, e foi editor chefe da Cahiers du cinéma, discutirá com o público sobre “A importância da crítica de cinema na formação de público”. Quem assistiu ao filme Polícia, Adjetivo ontem no Unibanco Arteplex 2, teve a chance de ouvir Frodon falando sobre o filme de Corneliu Porumboiu, depois da sessão. Lrmbrando que os ingressos para o debate na FAAP devem ser retirados com 1h de antecedência no local.

Abraços Partidos, de Pedro Almóvar

Hoje é a última chance de conferir na Mostra: a animação O Fantástico Sr. Raposo, de Wes Anderson; o excelente coreano Mother, de Bong Joon-Ho; o novo, e fantástico, Almodóvar Abraços Partidos; o brilhante O Que Resta do Tempo, de Elia Suleiman; A Todo Volume, de Davis Guggenheim; Hotel Atlântico, de Suzana Amaral;  e Czar, de Pavel Lungin entre outros.

Quem prefere assistir várias sessões no mesmo lugar, tenho 3 sugestões para hoje. A primeira é passear de sala em sala no Unibanco Arteplex do Frei Caneca. Há bons filmes programados para o dia, distribuídos nas 5 salas, basta organizar os horários para ter uma ótima programação durante todo o dia.

O dia também está quente na sala 1 do Reserva Cultural, com sessões de Eu Matei Minha Mãe (J’ai Tué Ma Mère), de Xavier Dolan, Mother (Madeo), de Bong Joon-Ho, o filme do Almodóvar, a sessão seguida de debate de Amanhecer Vermelho, e para terminar o novo Manoel de Oliveira Singularidades de Uma Rapariga Loura.

Ou vá desfrutar um dia cheio de suecos na sala Petrobrás da Cinemateca Brasileira. Estão programados: o documentário realizado um ano antes da morte de Ingmar Bergman por Marie Nyreröd, A Ilha de Bergman;  e uma maratona Hasse Ekman, com Andando com a Lua, A Mulher Com Jacinto e Gabrielle.

Lembrando mais uma vez que além das salas da programação, alguns filmes que participam da Mostra estão disponíveis no especial Mostra online e podem ser vistos gratuitamente no site The Auteurs. Até agora são 23 filmes que ainda estão online, e só as últimas 3 adições para mim já valem a visita: o último Takeshi Kitano Aquiles e a Tartaruga, o italiano Vencer, de Marco Bellocchio, e um dos filmes mais bonitos da 33ª Mostra, Seguindo em Frente, de Hirokazu Kore-Eda.

Aquiles e a Tartaruga, de Takeshi Kitano

Um último aviso: não esqueça de conferir a programação no site da Mostra ou na Central da Mostra antes de ir para as salas. Quase todo dia há mudanças, e ontem colocaram O Arquiteto, no lugar de A Pequenina em uma sessão no CineBombril. Eu desisti e fui ver O Homem Que Comia Cerejas no CineSesc. Não foi a idéia mais sábia que eu já tive.

E para quem ainda tem dúvida sobre o que assistir, mais alguns destaques de filmes da programação de hoje:

A Town Called Panic (Panique Au Village), de Stéphane Aubier

Adam (Adam), de Max Meyer

Alexandre, O Último (Alexander The Last), de Joe Swanberg

Brilho de Uma Paixão (Bright Star), de Jane Campion

Chutes (Kicks), de Lindy Heymann

Corações em Conflito (Mammoth), de Lukas Moodysson

Ela, Uma Chinese (She, A Chinese), de Xiaolu Guo

Irene (Irene), de Alain Cavalier

O Amor Segundo B. Schianberg (O Amor Segundo B. Schianberg), de Beto Brant

Ricky (Ricky), de François Ozon

Vencer (Vincere), de Marco Bellocchio

About Bibi