Dicas para a 32ª Mostra: 25/10

Hanami - Cerejeiras em Flor

Estamos no segundo e último sábado oficial da Mostra, porque depois ainda tem mais um sábado de repescagem, e é nos finais de semana a coisa se complica. Alguns milhares de espectadores que não estão acompanhando o festival decidem conferir o que há de bom, de acordo com jornais e sites, uma vez que eles têm tempo e sábado é dia de cinema mesmo. O problema é que os ingressos para aquele filme que você queria tanto assistir, e outra centena de pessoas também, se esgotam rapidamente.

Se você já está acompanhando a Mostra e tem tempo para ver estes filmes tão comentados outro dia, escolha essa opção, caso ainda não tenha o(s) ingresso(s), ou o resultado poderá ser traumático. Além dos problemas dos ingressos acabarem, ainda há uma maior probabilidade da sessão atrasar, e a sua bela programação para o dia ir por água abaixo.

Digo isso por experiência própria. Ontem perdi o final do filme show Retransformafikando porque a sessão atrasou e eu já tinha ingressos para Rebobine por favor, que não queria perder de modo algum. Em tese saí atrasada, não vi o final do show, e chegando no Espaço Unibanco descobri que a sessão estava atrasada uns 20 minutos. E claro, a sessão anterior ao show atrasou também porque uma parte do filme estava montada ao contrário, mas pelo menos eu já tinha programado um tempo de sobra entre as sessões. Esse é apenas um exemplo, e eu poderia achar dezenas de outros ao longo dos anos.

O que eu quero dizer é: se você planeja ver mais de um filme em salas, ou cinemas, diferentes, dê uma folga da horário e não apenas o tempo de ir andando de uma sala para outra. Compre os ingressos antes, de preferência assim que a bilheteria abrir, o que acontece em média uma hora antes da primeira sessão. Se for até um dia antes tente comprar os ingressos on-line. Se tudo mais der errado relaxe, vá aproveitar o Clube da Mostra, veja uma segunda opção ou arrisque-se.

Waltz with Bashir

Para hoje tenho dois destaques. O primeiro é obra-prima dirigida para TV por Rainer Werner Fassbinder, Berlin Alexanderplatz (1980), que começa a ser exibido hoje no Cine Bombril 1, às 19h50. A série será exibida em seis partes, durante seis dias da Mostra. As demais sessões serão no CineBombril 2, sempre às 18h10.

O outro destaque é a animação israelense Waltz with Bashir (2008) de Ari Folman, com duas únicas apresentações programadas na Mostra, hoje às 23h30 nas salas 1 e 2 do Unibanco Arteplex. Outras recomendações:

A Batalha de Okinawa (1971), Kihachi Okamoto
A fronteira da alvorada (2008), Philippe Garrel
Alexandra (2007), Alexander Sokurov
Deixa ela entrar (2007), Tomas Alfredson
Duska (2008), Jos Stelling
El cielo, la tierra y la lluva (2008), José Luis Torres Leiva
Gomorra (2008), Mateo Garrone
Hanami – Cerejeiras em Flor (2008), de Doris Dörrie
Horas de Verão (2008), Olivier Assayas
Leonera (2008), Pablo Trapero
Machan (2008), Uberto Pasolini
Mataram a Irmã Dorothy (2008), Daniel Junge
Meu Winnipeg (2007), Guy Maddin
Moscou, Bélgica (2008), Christophe van Rompaey
O Amigo (2008), Micha Lewinsky
Palermo Shooting (2008), Wim Wenders
Rio Congelado (2008), Courtney Hunt
Romance (2008), Guel Arraes
Rocknrolla – A grande roubada (2008), Guy Ritchie
Se nada mais der certo (2008), José Eduardo Belmonte
Um homem bom (2008), Vicente Amorim

About Bibi