Dicas para a aproveitar a Mostra

Mostra Internacional de Cinema

Como freqüentadora assídua da Mostra há mais de 8 anos, gostaria de dar algumas dicas relevantes para quem nunca se aventurou a participar do evento:

– Se você planeja ver pelo menos 10 sessões de filmes, das centenas de filmes que serão exibidos, compre o pacote de 20 ingressos. Se planeja ver aproximadamente 20, compre o de 40. Parece bobagem para quem tem carteirinha de estudante, mas os pacotes acabam saindo mais barato e você ainda pode pegar o ingresso para a sessão que quiser com até 3 dias de antecedência.

– Pacote de 20 sessões: se planeja comprá-lo, adquira-o na Central da Mostra (no Conjunto Nacional), no primeiro dia de venda, amanhã, 13 de outubro. E esteja lá no horário de abertura da Central: às 10 horas da manhã. Parece bobagem, mas nos últimos anos os pacotes de 20 acabaram logo no primeiro dia. No ano passado, quem chegou um pouco mais tarde e entrou na imensa fila para compra de pacotes, acabou ficando sem os de 20.

– Os vales recebidos para as sessões para os pacotes de 20 e 40 podem ser trocados na Central da Mostra de quatro a um dia antes da sessão, e no mesmo dia na bilheteria onde será exibida a sessão. Caso escolha um filme, e mude de idéia, basta ir até a Central da Mostra com o ingresso, e trocá-lo por outra sessão (ou vale correspondente ao seu pacote), até um dia antes da sessão. Se mudar de idéia no dia, você pode tentar troca na bilheteria.

– Caso perca alguma sessão, seus ingressos não serão reembolsados, independente de você ter um pacote ou permanente.

– Os portadores de permanentes não correm o risco de “perder” ingressos, mas, assim como os portadores dos pacotes, não podem pegar ingressos para várias sessões no mesmo horário e depois escolher qual ver. Se você comprar o pacote da permanente, o máximo que poderá fazer, caso mude de idéia sobre uma sessão no dia do evento, é ir até a bilheteria antes e tentar trocar, ou ir até a bilheteria da nova sessão e tentar adquirir o ingresso. Mas é bom avisar que você corre o risco de perder a sessão que escolheu e ainda tirar o lugar de outra pessoa que desejava assistir àquela sessão da qual você desistiu.

– Aviso: mesmo os portadores de pacotes e permanentes correm o risco de ficar sem ingressos para uma determinada sessão na hora de trocar seus vales ou retirar os ingressos. Isso porque há um limite de trocas para as sessões: aproximadamente 30% deles são reservados para quem tem credencial e pacotes, 10% dos lugares ficam disponíveis para venda exclusiva on-line, e o restante dos ingressos é adquirido direto na bilheteria. Por isso, programe-se com dias de antecedência, e troque o mais rápido possível seus ingressos. Se não conseguir ainda há uma segunda chance: chegar na bilheteria no dia da sessão, logo que abrir, e trocar (pegar) o ingresso.

– Dê preferência para filmes de diretores mais desconhecidos, e filmes que ainda não estão legendados. Alguns filmes desconhecidos, apesar do sucesso que fazem durante o evento, acabam não estreando por aqui. Portanto, tente segurar a vontade de assistir ao filme do seu diretor favorito – o que eu sei que é bem difícil -, se quiser aproveitar o evento.

– Filmes populares, que ganharam prêmios, apontados pela crítica como favoritos, ou sugestões costumar ter sessões lotadas. Se escolher algum desses compre seu ingresso antes, através do site, ou vá cedo até a bilheteria adquirí-lo. O mesmo aviso é válido para quem tem pacotes.

– Na dúvida, vá para a Paulista, na altura do metrô Consolação. Em até duas quadras de distância você pode escolher entre o Espaço Unibando, o Cinesesc e as duas salas do Cine Bombril. Algumas quadras para frente, em direção ao metrô Trianon-Masp, há uma sala do Reserva Cultural. Em direção na Consolação ao lado da Paulista há o HSBC Belas Artes. Ou, descendo algumas quadras do metrô Consolação, há mais quatro salas do Frei Caneca Unibanco Artiplex que exibirão filmes da 31ª Mostra. Tudo perto, fácil de chegar de metrô e ir a pé.

– Se seus planos são ir até uma sala participante da Mostra, e escolher um filme na hora, não esqueça de conferir a programação antes de sair de casa. Sair sem checar é como dar um tiro no escuro: você corre o risco de achar apenas sessões lotadas e não encontrar sessões em salas próximas à sala que escolheu.

– A Central da Mostra está aberta para informações, venda de pacotes, troca e retirada de ingressos para quem comprou os pacotes ou as permanentes. Ingressos avulsos podem ser adquiridos apenas on-line ou direto na bilheteria da sala do sessão escolhida.

– Se os ingressos vendidos on-line se esgotarem, não se desespere: lembre-se que apenas 10% deles são vendidos no site afiliado. Ou seja, ainda há uma grande chance de chegar na bilheteria cedo e conseguir comprar o seu ingresso.

– Se você não conhece a sala onde o filme será exibido, confira se as legendas são eletrônicas ou não, e o idioma. Em algumas salas, dependendo da localização, as legendas eletrônicas são impossíveis de serem vistas ao mesmo tempo que o filme, principalmente se você não chegar cedo demais e pegar um bom lugar. Muitas vezes, mesmo conseguindo um lugar que parece bom, as legendas eletrônicas podem ficar difíceis de serem vistas. Se o seu inglês é bom, ignore o aviso, pois quase todos os filmes sem legendas em português têm legendas em inglês, ou são falados em inglês.

-Controle a sua vontade de comentar. Os freqüentadores do festival são um público bem diferente daquele dos Cinemarks da vida, onde o público ainda não aprendeu que comentários não são bem vindos durante o filme. E se resolver comentar as chances de alguém se zangar com você são grandes (principalmente se eu estiver ao seu lado).

– Paciência nas filas. Haverá filas grandes para quase todos os filmes, especialmente à noite e nos finais de semana. Elas andarão rápido assim que o público da sessão anterior sair. Só que pode ser que a sessão atrase. A boa notícia é que isso tem acontecido raramente nos últimos anos.

– Decidiu fazer uma maratona de filmes? Escolha poucas salas, ou mesmo um só lugar para ver todos as sessões em um mesmo dia. Mudando de sala você corre o risco de perder um filme ou chegar atrasado (a) porque a sessão anterior atrasou, ou pegar um lugar ruim. Escolhendo a mesma sala, exceto aquelas em que os filmes são gratuitos, para vários filmes você pode permanecer na sala entre as sessões. Eu tenho feito isso nos últimos anos em várias salas diferentes e não acho que tenham mudado a política com relação a isso.

– Não estresse. Correr de um lugar para outro, alimentar-se mal, passar frio nas salas de cinema, ou sede pode acabar deteriorando sua saúde aos poucos durante a Mostra. O resultado é que você estará doente ou sem forças para aproveitar os últimos dias e alguns filmes que só são exibidos no final (experiência própria).

– Leve sempre uma blusa. Durante uma sessão é até possível passar um pouco de frio. Duas sessões passando frio podem levar você a ficar com sono ou doente depois de alguns dias. Mas uma vez eu digo por experiência própria.

– Leve água. Evite ficar desidratado em decorrência do ar condicionado das salas de cinema e o calor típico dessa época do ano. Pode ser que não dê tempo de comprar alguma coisa para tomar entre uma sessão e outra, e com uma garrafinha d’água sempre em mãos o problema se resolve facilmente. E com pequenos golinhos de água é mais fácil manter-se acordado se o sono bater.

– Tome cuidado com a quantidade de cafeína. Um pouco vai mantê-lo desperto durante as sessões, mas em excesso fará você ficar irritado, desidratado e com déficit de atenção. Ou seja, vai acabar atrapalhando ao invés de ajudar a aproveitar o filme. Tente alternar com sucos, água ou mesmo refrigerante, tudo com moderação é claro.

– Pegou um filme ruim? Não desista. Há uma grande chance de pegar um filme com uma bela descrição que não é tudo aquilo que você esperava. Ouça as dicas de quem gostou de um determinado filme de que você também gostou e siga-as. Em tempos de YouTube e banda larga, se tiver dúvidas quanto a um filme faça uma busca e assista ao trailer. Boa parte dos filmes têm site com trailer, o que lhe dará uma boa idéia do que esperar.

– Compre o guia com a programação. Ele custa em torno de R$2,00 (preço do ano passado) e contém todos os horários, sessões, a lista completa de filmes, informações sobre os outros eventos abertos ao público que acontecem durante a Mostra, e as salas que participam da 31ª Mostra, com localização e número de lugares. É leve e é maravilhoso para ser rabiscado enquanto você monta a sua programação.

– Para escolher um filme ou sessão basta visitar o site da 31ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. O site já está no ar e contém todas as informações com resumo dos filmes, lista de filmes por diretor, por sala, filmes por sessão, dia ou país, e link para comprar seu ingresso on-line.

– Confira sempre os avisos no site da Mostra ou na Central antes de trocas seus vales ou retirar seus ingressos. Durante as duas semanas do festival acontecem algumas alterações na programação, desde filmes que acabam não vindo e são trocados por outros, até mudanças de horário nas sessões.

Se tiver alguma dúvida ou dica a mais, poste um comentário.

Entradas relacionadas:

About Bibi